Notícias

Processo de cassação de Wellington Magalhães será votado nesta sexta-feira na Câmara 

Por Redação , 22/11/2019 às 07:44
atualizado em: 22/11/2019 às 09:42

Texto:

Foto: Karoline Barreto/CMBH
Karoline Barreto/CMBH

Os vereadores decidem nesta sexta-feira em reunião extraordinária na Câmara Municipal de Belo Horizonte se o mandato de Wellington Magalhães será cassado. A reunião está marcada para às 9h e, se a situação não for decidida no primeiro encontro, uma nova reunião será convocada às 14h30. Para a cassação, são necessários 28 votos dos 41 parlamentares.

O relatório aprovado nesta semana na comissão processante será lido no início do encontro. O relator, Elvis Cortes (PHS), aponta seis infrações passíveis com punição de perda de mandato: ameaças a vereadores e autoridades, uso de tornozeleira eletrônica, tráfico de influência, mudanças estruturais nas dependências da Câmara para benefício próprio, falsa declaração à polícia e fraude em licitação. 

Após a leitura, o advogado de defesa e o próprio Wellington Magalhães terão até duas horas para se pronunciar. Na sequência, cada um dos parlamentares poderá falar por 15 minutos. Depois, serão feitas seis votações nominais, com o nome e o voto do vereador aparecendo no painel eletrônico. 

Conforme apurado pela Rádio Itatiaia, vereadores acreditam que Wellington tenha, no máximo, 10 votos – três a menos do que ele precisa para se livrar da cassação. Entretanto, muitos parlamentares tem adotado mistério sobre a posição que será adotada.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    A medida, adotada em razão da pandemia do novo coronavírus, está na terceira etapa #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Segundo a prefeitura, a medida foi tomada para evitar aglomerações #Itatiaia

    Acessar Link