José Lino Souza Barros

Coluna do José Lino Souza Barros

Veja todas as colunas

Remendos

Adaptado da crônica da Professora e escritora Zeneide Ribeiro de Santana 

19/07/2019 às 12:36
Ouça na Íntegra
00:00 00:00

Hoje não se fala mais em remendar roupas – coisa do passado, quando era comum ver donas de casa preocupadas em cerzir meias e refazer costuras nas roupas da família. Não sei se isso ficou fora de moda por absoluta falta de tempo ou porque tudo agora é meio descartável. Talvez pelos dois motivos. Agora “customizar” é mais chique.

Outro dia minha filha apareceu com uma blusa com a manga semidestruída por um grande rasgo, pedindo que a consertasse. Não queria que cortasse a manga, para não tirar o charme da peça. Realmente era um belo tecido, de seda clara. (...) Foi um super desafio, que enfrentei bravamente. Coloquei um pedaço de meia de seda por baixo e fui costurando com os menores pontos que consegui. Por ser estampada, até que deu para “enganar” bem. Quem olha de longe não percebe bem os remendos. Mas ela e eu sabemos que eles estão lá! E agora, vocês também! (...)

O grande escritor mineiro, Guimarães Rosa, escreveu que “viver é questão de rasgar-se e remendar-se”. De fato, várias circunstâncias nos levam ao desgaste, não apenas físico, mas emocional, principalmente. E, sozinhos, não conseguiremos recuperar o tecido fragilizado da nossa vida conturbada. (...) Precisamos da ajuda uns dos outros.

(...) E que Deus nos ajude a nos refazer, a nos reinventar, a atualizar a vida e os pensamentos, a usar a criatividade para ações diferenciadas que proporcionem alegria e paz de espírito a nós mesmos e aos que nós amamos.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O Flecheiro joga o seu 101° jogo pelo Cruzeiro #itatiaia

    Acessar Link