Gustavo Lopes

Coluna do Gustavo Lopes

Veja todas as colunas

The Independence Day

13/07/2020 às 05:31
The Independence Day

O dia 1º de julho de 2020 entrará para a história. Pela primeira vez o canal de um clube de futebol brasileiro no Youtube transmitiu uma partida da equipe profissional ao vivo.
 
A “Fla TV” transmitiu Flamengo e Boa Vista para todo o Brasil via streaming e, com mais de 2,3 milhões de visualizações ao mesmo tempo, bateu o recorde nacional de transmissão de partidas de futebol pela internet.
 
Antes, a Rede Globo de Televisão tentou uma liminar judicial para impedir a transmissão da partida, mas, a Justiça, ao negar o pedido da Globo, acabou por trazer segurança jurídica e legitimar a transmissão pelo Flamengo.
 
A transmissão só foi possível graças à Medida Provisória (MP) 984 que alterou a Lei Pelé e estabeleceu que o direito de transmissão pertence ao clube mandante.
 
Insatisfeita com a transmissão da partida, no dia seguinte a Globo notificou a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) da rescisão do contrato de transmissão do Campeonato Carioca por descumprimento contratual (quebra da exclusividade).
 
Com a rescisão, na quinta-feira, o canal do Vasco no Youtube transmitiu a partida do clube cruzmaltino contra o Madureira.
 
Em mais uma reviravolta, a Ferj consegue na Justiça liminar que obriga a Globo a cumprir o contrato de transmissão sob pena de multa de R$ 5 milhões por jogo não transmitido.
 
De fato, não se vislumbra razões jurídicas para a rescisão unilateral por parte da Globo. Como ressaltou a decisão liminar, não se pode atribuir à Federação a responsabilidade pela transmissão do jogo e pela violação à cláusula de exclusividade, uma vez que a partida foi transmitida em razão da edição da MP e após decisão judicial, que indeferiu pedido da detentora dos direitos do direito de arena no sentido da não transmissão.

O fato é que em meio à pandemia da covid-19, uma verdadeira avalanche está a abalar as estruturas do futebol brasileiro.
 
Um adorável mundo novo se abre e, como toda mudança, há imensa apreensão, ansiedade e medo do que está por vir.
 
O fato é que o modelo dos estaduais já estava saturado e a Globo já vinha dando dicas de que não renovaria os contratos de transmissão nos termos atuais.
 
Os clubes e federações precisariam reinventar os estaduais e a MP acabou por entregar-lhes o protagonismo. E o momento não poderia ser melhor. A pandemia fez com que as lives e vídeos por streaming entrassem na rotina do brasileiro e os clubes podem pegar carona nessa onda.
 
Para aproveitar o momento, é necessário que os clubes entendam o “ouro” que tem em mãos e saibam utilizá-lo a seu favor.
 
Recorde-se, nesse momento, do gênio Van Gogh, que não vendeu uma pintura em vida, mas tornou-se um dos maiores artistas de todos os tempos quando, após sua morte, pessoas com visão comercializaram sua obra.
 
A Red Bull, que é a empresa que melhor utiliza o esporte na construção da imagem e reputação de seus produtos, pode chegar à Série A do Campeonato Brasileiro com 19 partidas para transmitir do Bragantino. Imaginem só o que um bom trabalho de marketing pode ser capaz de fazer.
 
O dia da independência chegou para os clubes brasileiros que precisam, agora, saber o que fazer com essa tal liberdade.

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    A previsão é de que os primeiros voos experimentais sejam realizados em outubro em Campinas, SP. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽️O Atlético Goianiense, por sua vez, se deparou com quatro testes positivos entre seus atletas.

    Acessar Link