Notícias

Superávit anunciado pelo governo revolta prefeitos: 'Confiscou R$ 1 bi dos municípios'

Por Redação , 14/03/2019 às 10:43
atualizado em: 14/03/2019 às 10:55

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00

O anúncio de superávit de R$ 4 bilhões nas contas do governo de Minas causou revolta nos prefeitos de cidades mineiras. O presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM), Julvan Lacerda, acusa o governo Zema de 'confiscar' R$ 1 bilhão e ainda fazer publicidade. Ele ameaça até pedir o impeachment do governador Romeu Zema (Novo). 

“Nesses primeiros 60 dias de governo o estado teve um superávit. Ou seja, sobrou de tudo que ele pagou e de tudo que arrecadou R$ 4 bilhões. E confiscou R$ 1 bilhão dos municípios. Isso nós não vamos aceitar de forma alguma: o estado pegar um dinheiro que é dos municípios para fazer caixa, superávit. E ainda ficar se vangloriando e fazendo publicidade com isso”, disse.

Julvan Lacerda diz que a AMM tomará todas medidas para resolver a situação e deu prazo até sexta-feira (15) para Zema quitar os atrasos. 

O vereador de Belo Horizonte, Mateus Simões (NOVO), um dos principais aliados políticos de Zema, disse nessa quarta-feira (13) que o governo tem a proposta de quitar o valor tão logo seja implementado no estado o regime de recuperação fiscal.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️ #Cruzeiro escalado para enfrentar a Caldense: Fábio; Edílson, Léo, Fabrício Bruno e Dodô; Henrique, Ariel, Robin… https://t.co/SCyXXd3b9q

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Proposta prevê ainda o aumento do tempo mínimo de atividade para a aposentadoria dos atuais 30 anos para 35 anos, para os novos ingressantes nas Forças Armadas

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Hoje, apenas ativos e inativos pagam uma alíquota de 7,5%. Os demais não recolhem para o pagamento de suas aposentadorias.

    Acessar Link