Notícias

Seleção brasileira masculina de vôlei vence amistoso contra Argentina em Campinas

Por Agência Estado , 30/08/2019 às 16:45
atualizado em: 30/08/2019 às 16:47

Texto:

Foto: Reprodução/ Redes Sociais
Reprodução/ Redes Sociais

A seleção brasileira masculina de vôlei venceu nesta sexta-feira a Argentina por 3 sets 0 - com parciais de 25/13, 25/19 e 25/20 -, no ginásio do Taquaral, em Campinas (SP), em amistoso de preparação dos dois países para a disputa do Sul-Americano e da Copa do Mundo, que será no Japão. Este foi o terceiro dos quatro jogos programados entre as seleções, que voltam a se enfrentar neste sábado, às 21h30, no mesmo local. Nos dois primeiros confrontos, em solo argentino, cada time venceu um jogo.

O técnico Renan Dal Zotto iniciou a partida com Bruninho, Maurício Souza, Leal, Flávio e Alan, além do líbero Thales. Os argentinos entraram em quadra com Giraudo, Ramos, Palonsky, Palacios, Gallego e Lima. O líbero é Danubio.

"É um amistoso, mas o objetivo é sempre jogar bem. Temos que aproveitar esses jogos para chegar à Copa do Mundo com 100%", disse o ponteiro Leal, referindo-se à competição do Japão. Antes, a seleção, que já tem vaga garantida para a Olimpíada de Tóquio-2020, participa do Sul-Americano, no Chile, entre os dias 10 e 14 de setembro.

O primeiro set foi de domínio total do Brasil, principalmente pelo excesso de erros dos argentinos, que cometeram 12 falhas. O time de Renan Dal Zotto marcou fáceis 25 a 13. Na segunda parcial, o bloqueio argentino continuou ausente na partida, enquanto que os brasileiros marcaram mais três pontos neste fundamento, após quatro no primeiro set: 25 a 19. No terceiro, a seleção brasileira diminuiu o ritmo, mas ainda assim conseguiu fechar o jogo em 25 a 20.

"Falta menos de um ano para a Olimpíada, o time está ganhando cada vez mais corpo, vamos esperar que amanhã (sábado) seja mais um bom jogo, bons momentos, melhorar na conclusão, na defesa", afirmou o levantador e capitão Bruninho.


 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link