Notícias

Rir faz bem à saúde e pode prevenir doenças

Por Aline Campolina/Itatiaia, 06/11/2019 às 09:34
atualizado em: 06/11/2019 às 09:40

Texto:

Você já ouviu falar naquele ditado popular que rir é o melhor remédio? Segundo diversas pesquisas, o riso faz bem à saúde, tanto para o corpo quanto para a mente. Neste Dia Nacional do Riso (06), a coluna Viver Bem lembra que o ato de dar risada e, principalmente, o de gargalhar trazem várias sensações saudáveis para vida.

Segundo Sérgio Diniz, coordenador do Centro de Terapia Intensiva (CTI) Pediátrico do Hospital da Baleia, já existem estudos com métodos científicos mostrando que rir faz com que a pessoa libere substâncias, como a endorfina, que dão prazer e bem estar. “Inclusive (a endorfina) está relacionada à redução do uso de analgésicos durante as internações, melhor aceitação da dieta por parte do paciente, melhora do sono e vários outros benefícios”, diz.

Dar uma gargalhada pode prevenir o estresse, aumentar a resposta imunológica do organismo e até reduzir a sensação de dor. Isso devido a endorfina, que cria um estado leve de euforia. Além disso, de acordo com Sérgio Diniz, que também é palhaço do Instituto HaHaHa (grupo de palhaços formado por profissionais do Hospital da Baleia), o riso, além de ser um potente analgésico, pode resolver conflitos. “Quando a gente resolve levar as coisas com mais leveza, na brincadeira - o que pode ser levado na brincadeira -, ou mesmo as coisas sérias não serem levadas tão a “ferro e fogo”, a vida fica mais suave”, explica.

Além de fazer bem à saúde, o bom humor é contagiante. “A gente percebe que, se você cuida e cultiva o ambiente mais suave, mais alegre, com brincadeiras que incluam todas as pessoas, que não sejam depreciativas, isso realmente contagia”, ressalta o médico.

Instituto Hahaha

Com o compromisso de levar mais saúde por meio do riso, o Instituto HAHAHA tem uma programação regular no ambiente hospitalar. A Organização promove intervenções artísticas duas vezes por semana, leito a leito, durante o ano inteiro, em cada hospital parceiro.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link