Notícias

Réver e Luan treinam e aumentam expectativa para atuarem no clássico; Cazares segue fora

Por Redação, 17/04/2019 às 18:28
atualizado em: 17/04/2019 às 19:37

Texto:

Foto: Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

O Atlético fez um treino fechado nesta quarta-feira, na Cidade do Galo, e as novidades foram o zagueiro Réver e o meia-atacante Luan, que puderam ser vistos descendo para o campo antes da saída dos jornalistas do CT. O aproveitamento da dupla na atividade aumenta a expectativa da torcida para a presença deles na finalíssima do Campeonato Mineiro contra o Cruzeiro, neste sábado, às 16h30, no Independência.

Como a atividade foi fechada, não se sabe a situação dos atletas durante o treino. Em entrevista à Itatiaia, nessa terça-feira, o médico do Atlético, Rodrigo Lasmar, informou que Luan não teve lesão detectada na virilha e que já treinaria nesta quarta com o grupo. 

Já Réver, que iniciou os trabalhos com a fisioterapia na terça em tratamento de dores no tornozelo, “evolui bem” de acordo com o médico alvinegro. O capitão alvinegro não atua desde o dia 7 de abril, na goleada por 5 a 0 sobre o Boa Esporte, pelo jogo de volta das semifinais do Mineiro.

Por outro lado, Cazares segue o tratamento na coxa esquerda após deixar o clássico do último domingo, no Mineirão, aos 18 minutos do primeiro tempo ao sentir uma fisgada no local. “Cazares ainda está com um desconforto na região do adutor. Será observado ao longo da semana e permanece como dúvida. Tudo vai depender da queixa do jogador até mais próximo do final de semana”, disse Lasmar nessa terça.

Nesta quinta-feira, o Atlético vai treinar no Independência. A atividade será completamente fechada à imprensa e não haverá sequer entrevistas coletivas com os jogadores. No estádio, o técnico interino Rodrigo Santana deverá aproveitar para trabalhar com o time a parte tática.

Como perdeu por 2 a 1 o primeiro jogo, no Mineirão, o Atlético precisará vencer o Cruzeiro por qualquer placar no Independência para ser o campeão mineiro.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link