Notícias

Justiça suspende salário de Wellington Magalhães, afastado da Câmara após prisão

Por Redação , 30/04/2019 às 08:31
atualizado em: 30/04/2019 às 08:36

Texto:

Foto: Abraão Bruck/CMBH
Abraão Bruck/CMBH

A Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH) aguarda a notificação do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que decidiu, na noite dessa segunda-feira (29), suspender o pagamento de salário do vereador afastado Wellington Magalhães (PSDC).

O político está fora da função desde abril de 2018, quando foi preso por suspeita de liderar uma organização que fraudava licitações de publicidade da Câmara da capital mineira.

Wellington Magalhães recebia o salário de cerca de R$ 17 mil desde junho do ano passado, quando conseguiu na Justiça a autorização. Na nova decisão, os desembargadores revogaram a autorização.

A defesa do vereador afastado disse que não vai comentar a decisão.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link