Notícias

Justiça determina a penhora de 20% do salário do prefeito de BH, Alexandre Kalil

Por Redação, 18/05/2019 às 17:05
atualizado em: 18/05/2019 às 17:06

Texto:

Foto: Amira Hissa/Divulgação PBH
Amira Hissa/Divulgação PBH

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, pode ter 20% do salário penhorado pela Justiça. A decisão é da 2ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que determinou o bloqueio devido a uma dívida da empresa do prefeito, a Erkal Engenharia, com a Ipiranga Asfaltos.

A ação tramita desde 2002 na justiça, mas o valor da dívida não foi informado. Atualmente, Kalil recebe cerca de R$ 31 mil por mês como prefeito de BH.

De acordo com o texto da decisão judicial, "Kalil possui capacidade financeira para arcar com o pagamento dos valores devidos”. 

Para solicitar a penhora de parte dos vencimentos de Kalil, o juiz levou em conta a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça, que recentemente bloqueou 30% do salário de uma ministra, que tem salário semelhante.

Em resposta ao portal G1, Kalil afirmou que é avalista da empresa nesta negociação e que não tem constrangimento em falar sobre o assunto. O prefeito da capital mineira disse ainda que se a Justiça determinar o corte de 20% do seu salário, ele vai tentar desbloquear a penhora, mas que vai cumprir o que for decidido.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link