Unimed - Hospital Betim - Internas

Notícias

Inscrição para concurso da Guarda Municipal começa segunda; remuneração pode chegar a R$ 2.900

Por Redação/PBH , 15/04/2019 às 07:02
atualizado em: 16/04/2019 às 06:48

Texto:

Foto: Breno Pataro/PBH/ Arquivo
Breno Pataro/PBH/ Arquivo

O processo de inscrição para o concurso público da Guarda Municipal de Belo Horizonte começa nesta segunda-feira (15) e termina dia 14 de maio. O cadastro será feito no site oficial da Fundação Guimarães Rosa. O valor da taxa de inscrição é R$ 92,50. A remuneração mensal pode chegar a R$ 2.900. 

Serão oferecidas 500 vagas, sendo 100 reservadas para as mulheres (80 na ampla concorrência e 20 para negras) e 400 para homens (320 na ampla concorrência e 80 para negros). Entre os requisitos exigidos é necessário ter o Ensino Médio completo, idade mínima de 18 anos, aptidão física e mental e estar em dia com as obrigações eleitorais. Além de prova objetiva de múltipla escolha, haverá prova de Títulos e de capacidade física, sindicância social e avaliação psicológica.

A remuneração inicial do cargo é de R$ 1.851,21 acrescida de Gratificação de Disponibilidade Integral no valor de R$ 277,68 e Adicional de Risco, no valor de R$ 740,48. Os candidatos empossados ainda receberão vale-transporte, vale-refeição e vale-lanche, além de bonificação por cumprimento de metas, resultados e indicadores.
 
A jornada de trabalho é de 40 horas semanais, que poderão ser desempenhadas em períodos diurnos e noturnos, inclusive em fins de semana e feriados, de acordo com a necessidade do órgão.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    🚦Faixa bloqueada, após Viaduto Oeste, em direção ao Túnel da Lagoinha. Uma viga da trincheira corre o risco de cair… https://t.co/fePsLvn4Ez

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Como sexta-feira (19) é feriado, diversos órgãos e equipamentos da PBH só voltarão ao funcionamento normal na próxima segunda (22).

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Autor da proposta, o deputado Bartô destaca que os radares móveis, da maneira atual, são utilizados como "força de arrecadação".

    Acessar Link