PMC - Maxi 970 x 150

Notícias

Holanda bate Itália, mantém 100% e vai à semifinal da Copa Feminin pela primeira vez

Por Agência Estado, 29/06/2019 às 15:10
atualizado em: 29/06/2019 às 15:29

Texto:


Comandada pela inspiração da meia-campista Sherida Spitse e com um segundo tempo arrasador, a seleção da Holanda derrotou a Itália por 2 a 0 neste sábado, em Valenciennes, manteve os 100% de aproveitamento no torneio e se classificou pela primeira vez em sua história a uma semifinal do Mundial Feminino. 

O adversário na próxima fase das holandesas sai do vencedor do duelo entre Alemanha e Suécia, que medem forças neste sábado, às 13h30 (de Brasília), em Rennes. A semifinal será disputada na próxima quarta-feira, em Lyon. Já a Itália dá adeus à competição igualando a campanha de 1991, quando também caiu nas quartas de final.

A outra semifinal já está definida: Inglaterra e Estados Unidos se enfrentam na próxima terça-feira, às 16 horas, também em Lyon. As norte-americanas são as maiores vencedoras da competição, com três títulos em sete edições, incluindo o último no Canadá, em 2015.

A Holanda foi superior em praticamente todo o jogo. É certo que não teve as melhores oportunidades de gol no primeiro tempo, mas se impôs, atacou mais e comandou as ações, especialmente na etapa final.

O massacre holandês começou a ser exercido na segunda etapa. Com mais qualidade nos passes, as jogadoras da Holanda tiveram muito mais posse de bola (63%) e foram pacientes. Finalizaram, no total, 20 vezes, sendo nove tentativas no gol, contra oito das adversárias (apenas quatro na meta).

Foi no segundo tempo que apareceu a inspiração de Spitse, que não foi eleita a melhor da partida pela Fifa - Miedema ficou com o prêmio -, mas contribuiu decisivamente para o triunfo. A camisa 8 foi fundamental nas bolas paradas, dando as assistências para os dois gols da partida. 

Primeiro, Spitse levantou da esquerda para Miedema abrir o placar de cabeça aos 25 minutos e anotar seu terceiro tento no torneio. Depois, 10 minutos depois, cobrou falta da direita na cabeça de Van Der Gragt, que fechou a conta. 

Prejudicada pela ausência de sua principal jogadora, a craque Cristiana Girelli, machucada, a Itália não conseguiu reverter a desvantagem e quebrar o domínio do rival na partida. Restou a Girelli, artilheira da equipe na Copa do Mundo, com três gols, chorar no banco de reservas.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link