Notícias

Novo protesto: faixas com críticas a Abel Braga e atletas são estendidas na Toca da Raposa II

Por Redação , 22/11/2019 às 09:41
atualizado em: 22/11/2019 às 09:46

Texto:

A Toca da Raposa II, na região da Pampulha, em Belo Horizonte, voltou a amanhecer nesta sexta-feira com mensagens de protesto direcionadas a jogadores do elenco do Cruzeiro e ao treinador Abel Braga. Nas faixas, foram citados os nomes de Fred, Marquinhos Gabriel, Robinho, Thiago Neves e do lateral Egídio. 

Os torcedores questionam o treinador celeste, o chamando de “pau mandado” e pede que ele seja um “comandante”. O técnico também é chamado "bebedor de vinho e tocador de piano". Com tom de ironia, em outra faixa, os torcedores perguntam como podem fazer para serem “sócios torcedores igual Thiago Neves e Fred... assistir ao jogo de dentro do campo, com uniforme oficial do clube”.

Nessa quinta-feira (21), os muros foram pichados com mensagens direcionadas a jogadores celestes. A insatisfação dos torcedores com parte do elenco acontece por causa do baixo desempenho dentro das quatro linhas. Com um elenco caro e tido como um dos melhores do país no início da temporada, o Cruzeiro vive o drama da briga contra o rebaixamento. 

Na 16ª colocação, a Raposa tem 36 pontos, um a mais que o Fluminense, primeira equipe dentro do Z4. No próximo sábado (23), às 21h, o Cruzeiro enfrenta o Santos, na Vila Belmiro, pela 34ª rodada do Brasileirão. A equipe mineira, que vem de quatro empates seguidos, precisa vencer para não correr o risco de voltar para a zona de rebaixamento. 

Leia também: Muros da Toca da Raposa II amanhecem pichados: ‘Onde estiverem, estamos de olho’ 
Henrique pede foco na reta final: ‘Daqui a 20 dias, vamos poder fazer o que quiser nas férias’

Apoio 

Nas dependências internas do Toca, foram colocadas faixas de apoio. “Confiamos em vocês, time de guerreiros”.
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link