PMC - Maxi 970 x 150

Notícias

Conta de luz e alimentos aceleram inflação para famílias de baixa renda em junho

Por Agência Estado , 05/08/2019 às 09:33
atualizado em: 05/08/2019 às 10:02

Texto:

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil
Marcelo Camargo/ Agência Brasil

As famílias de baixa renda gastaram mais com a conta de luz e alimentos em julho, acelerando a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) no mês, informou nesta segunda-feira (5) a Fundação Getúlio Vargas (FGV). O IPC-C1 saiu de uma queda de 0,07% em junho para um aumento de 0,43% em julho.

Quatro das oito classes de despesa registraram taxas de variação mais elevadas: Habitação (de -0,24% em junho para 1,32% em julho), Alimentação (de -0,16% para 0,20%), Despesas Diversas (de -0,23% para 0,40%) e Transportes (de -0,38% para -0,24%). Houve pressão dos itens tarifa de eletricidade residencial (de -2,30% para 6,42%), arroz e feijão (de -3,97% para -0,84%), alimentos para animais domésticos (de -1,36% para 1,98%) e gasolina (de -2,67% para -1,86%).

Na direção oposta, as taxas foram mais baixas nos grupos Vestuário (de 0,60% para -0,28%), Educação, Leitura e Recreação (de 0,78% para 0,16%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,31% para 0,28%) e Comunicação (de 0,07% para 0,04%), com destaque para os itens roupas (de 0,71% para -0,43%), passagem aérea (de 22,85% para -2,20%), serviços de cuidados pessoais (de 0,38% para 0 05%) e pacotes de telefonia fixa e internet (de 0,46% para 0 10%).
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link