Unimed Ago-Set Maxi Internas CPM

Notícias

Com Morumbi lotado, São Paulo e Corinthians empatam por 0 a 0 pela final do Paulistão

Por Redação/ Agência Estado, 14/04/2019 às 20:13
atualizado em: 14/04/2019 às 20:16

Texto:

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net
Rubens Chiri / saopaulofc.net

O Corinthians conseguiu segurar o São Paulo no Morumbi diante de quase 60 mil torcedores na primeira partida da final do Campeonato Paulista. Após o empate por 0 a 0, a decisão será no próximo domingo, em Itaquera. Quem vencer será campeão e se der empate a disputa da taça será nos pênaltis.

O desfalque de última hora do volante Liziero mudou um pouco o jeito do São Paulo jogar, principalmente na transição em velocidade da defesa para o ataque. Sem seu titular, o técnico Cuca optou por utilizar o meia Everton na função, mas ele não tem a mesma mobilidade e poder de marcação do companheiro.

Do outro lado, a proposta do Corinthians era bem clara: se defender com dez jogadores, às vezes até com todos, quando Gustagol voltava mais para a defesa, e contra-atacar principalmente usando a velocidade de Clayson pelo lado esquerdo. A estratégia era jogar no erro dos donos da casa para abrir vantagem.

Com muita marcação, excesso de erros e poucas chances de gol, o clássico demorou a ter oportunidades claras de abertura do placar. A primeira delas veio com Everton, da entrada da área, que obrigou Cássio a espalmar para escanteio. Até aí, os times quase não arriscavam e pouco criavam.

Se o Corinthians já não estava muito preocupado em atacar, a situação piorou com a lesão de Junior Urso. Ele se machucou aos 27 minutos e teve de deixar o campo. O volante costuma ser uma válvula de escape da defesa e já fez três gols na temporada. Em seu lugar entrou Richard, que não tem a mesma qualidade.

A partir daí, o Corinthians levou perigo em contra-ataques, mas sem conseguir concluir a gol. Já o São Paulo teve chances em cabeceio de Arboleda por cima do gol e em um chute fraco de Igor Gomes. Aos 39, Everton Felipe chutou e a bola tocou na mão de Ralf dentro da área. O VAR foi acionado e Luiz Flávio de Oliveira nada marcou.

E, antes do intervalo, o São Paulo teve a melhor chance em outro cabeceio de Arboleda, que Cássio salvou duas vezes, em cima da linha, e evitou o gol. A bola veio rápida, o goleiro corintiano fez uma primeira defesa, depois tirou com o pé e afastou o perigo. Na ocasião, o VAR também mostrou que a bola não passou a linha do gol.

Após o intervalo, o técnico Cuca colocou Hernanes no São Paulo. O jogador não aguentaria atuar nos 90 minutos, por estar voltando de lesão, mas logo de cara mostrou que poderia fazer a diferença. Em apenas 11 minutos, ele deu três chutes a gol, o último deles obrigando Cássio a espalmar para escanteio.

O Corinthians se mantinha na mesma toada, se preocupando apenas em se defender e atacante eventualmente. Em um desses momentos, Gustavo aproveitou o cruzamento da direita e cabeceou, mas a bola foi para fora. Do outro lado, o São Paulo perdeu duas boas chances, com Nenê e Everton Felipe.

Nos minutos finais, o São Paulo pressionou em busca do gol da vitória. Hernanes teve outra boa chance, mas a bola passou perto. Luan também chutou, a bola desviou na defesa e quase entrou, para desespero de Cássio. E no final o empate sem gols foi bom para o Corinthians, que agora jogará diante de sua torcida para conquistar o tricampeonato estadual.

SÃO PAULO 0 X 0 CORINTHIANS

SÃO PAULO - Tiago Volpi; Hudson, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Everton (Nenê) e Igor Gomes (Helinho); Antony, Carneiro (Hernanes) e Everton Felipe. Técnico: Cuca.

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Manoel, Henrique e Carlos Augusto; Ralf, Junior Urso (Richard) e Jadson (Mateus Vital); Ramiro (Vagner Love), Gustagol e Clayson. Técnico: Fábio Carille.

ÁRBITRO - Luiz Flávio de Oliveira. 

CARTÕES AMARELOS - Igor Gomes e Ramiro.

RENDA - R$ 6.350.830,00.

PÚBLICO - 58.713 pagantes.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo.

fonte: Estadão Conteudo

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Eles se reuniram neste sábado.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Até mesmo a chanceler alemã Angela Merkel, certa vez, lançou dúvidas sobre a existência.

    Acessar Link