Auto Truck CPM Interno

Notícias

Com Morumbi lotado, São Paulo e Corinthians empatam por 0 a 0 pela final do Paulistão

Por Redação/ Agência Estado, 14/04/2019 às 20:13
atualizado em: 14/04/2019 às 20:16

Texto:

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net
Rubens Chiri / saopaulofc.net

O Corinthians conseguiu segurar o São Paulo no Morumbi diante de quase 60 mil torcedores na primeira partida da final do Campeonato Paulista. Após o empate por 0 a 0, a decisão será no próximo domingo, em Itaquera. Quem vencer será campeão e se der empate a disputa da taça será nos pênaltis.

O desfalque de última hora do volante Liziero mudou um pouco o jeito do São Paulo jogar, principalmente na transição em velocidade da defesa para o ataque. Sem seu titular, o técnico Cuca optou por utilizar o meia Everton na função, mas ele não tem a mesma mobilidade e poder de marcação do companheiro.

Do outro lado, a proposta do Corinthians era bem clara: se defender com dez jogadores, às vezes até com todos, quando Gustagol voltava mais para a defesa, e contra-atacar principalmente usando a velocidade de Clayson pelo lado esquerdo. A estratégia era jogar no erro dos donos da casa para abrir vantagem.

Com muita marcação, excesso de erros e poucas chances de gol, o clássico demorou a ter oportunidades claras de abertura do placar. A primeira delas veio com Everton, da entrada da área, que obrigou Cássio a espalmar para escanteio. Até aí, os times quase não arriscavam e pouco criavam.

Se o Corinthians já não estava muito preocupado em atacar, a situação piorou com a lesão de Junior Urso. Ele se machucou aos 27 minutos e teve de deixar o campo. O volante costuma ser uma válvula de escape da defesa e já fez três gols na temporada. Em seu lugar entrou Richard, que não tem a mesma qualidade.

A partir daí, o Corinthians levou perigo em contra-ataques, mas sem conseguir concluir a gol. Já o São Paulo teve chances em cabeceio de Arboleda por cima do gol e em um chute fraco de Igor Gomes. Aos 39, Everton Felipe chutou e a bola tocou na mão de Ralf dentro da área. O VAR foi acionado e Luiz Flávio de Oliveira nada marcou.

E, antes do intervalo, o São Paulo teve a melhor chance em outro cabeceio de Arboleda, que Cássio salvou duas vezes, em cima da linha, e evitou o gol. A bola veio rápida, o goleiro corintiano fez uma primeira defesa, depois tirou com o pé e afastou o perigo. Na ocasião, o VAR também mostrou que a bola não passou a linha do gol.

Após o intervalo, o técnico Cuca colocou Hernanes no São Paulo. O jogador não aguentaria atuar nos 90 minutos, por estar voltando de lesão, mas logo de cara mostrou que poderia fazer a diferença. Em apenas 11 minutos, ele deu três chutes a gol, o último deles obrigando Cássio a espalmar para escanteio.

O Corinthians se mantinha na mesma toada, se preocupando apenas em se defender e atacante eventualmente. Em um desses momentos, Gustavo aproveitou o cruzamento da direita e cabeceou, mas a bola foi para fora. Do outro lado, o São Paulo perdeu duas boas chances, com Nenê e Everton Felipe.

Nos minutos finais, o São Paulo pressionou em busca do gol da vitória. Hernanes teve outra boa chance, mas a bola passou perto. Luan também chutou, a bola desviou na defesa e quase entrou, para desespero de Cássio. E no final o empate sem gols foi bom para o Corinthians, que agora jogará diante de sua torcida para conquistar o tricampeonato estadual.

SÃO PAULO 0 X 0 CORINTHIANS

SÃO PAULO - Tiago Volpi; Hudson, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Everton (Nenê) e Igor Gomes (Helinho); Antony, Carneiro (Hernanes) e Everton Felipe. Técnico: Cuca.

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Manoel, Henrique e Carlos Augusto; Ralf, Junior Urso (Richard) e Jadson (Mateus Vital); Ramiro (Vagner Love), Gustagol e Clayson. Técnico: Fábio Carille.

ÁRBITRO - Luiz Flávio de Oliveira. 

CARTÕES AMARELOS - Igor Gomes e Ramiro.

RENDA - R$ 6.350.830,00.

PÚBLICO - 58.713 pagantes.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo.

fonte: Estadão Conteudo

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link