DIGI+ Campeão Mineiro - Internas

Notícias

Exclusivo: Ciro critica polarização e diz que 'Bolsonaro não tem nada na cabeça'

Por Redação, 12/04/2019 às 14:32
atualizado em: 13/04/2019 às 12:28

Texto:

Foto: Jéssica Moreira/Itatiaia
Jéssica Moreira/Itatiaia
00:00 00:00

Terceiro colocada na eleição à Presidência em 2018, Ciro Gomes (PDT) está em Belo Horizonte e concedeu entrevista exclusiva à Itatiaia na manhã desta sexta-feira em que avaliou os 100 primeiros dias do governo de Jair Bolsonaro. Ele está na capital mineira para uma palestra na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Ciro falou sobre polêmicas do governo federal como o projeto de reforma da Previdência, afirmou que Bolsonaro não tem nada na cabeça e disse que o Brasil vive em um cenário de estupidez marcado pela polarização entre "bolsominions" e "petralhas".

Governo Bolsonaro

"Não me surpreende porque eu conhecia o Bolsonaro, fui colega dele na Câmara. O Bolsonaro não tem nada na cabeça. Com um assessoramento poderoso, grana preta por fora, caixa 2 rodando nos Estados Unidos via esse negócio de internet, impulsionamento de Whatsapp, a direita radical de Israel, os americanos e tal, ele foi capaz de interpretar o sentimento dominante nas eleições passadas, que era o antipetismo, que é uma força muito poderosa para negar, mas não é uam força para sustentar o Bolsonaro. Ele, com aquelas loucuras dele, vai dizendo, vai falando, vai fazendo, foi interpretando de forma simples e fácil de ser entendida".

Reforma da Previdência

“Devia ser feita por um outro caminho muito diferente. O único candidato que propôs na campanha uma reforma [fui eu]. Por que a [minha] proposta foi feita antes? Por que isso é chave para passar. É só entrar no Google e tá lá o Bolsonaro esculhambando a reforma do Michel Temer. Isso precisando do voto do povo. Menos de 30 dias depois de tomar posse propôs justamente aquilo que ele esculhambou. Isso é o que debilita a autoridade do líder. O líder tem que, às vezes, chamar o povo para o sacrifício, desde que esse sacrifício seja respondido de forma equilibrada, e não é nada equilibrado o que está aí. Em vez de fazer esse encaminhamento negociando com os governadores, com os partidos, ele prefere lotear o governo com essas bancadas temáticas, com prevalência de ‘boi’, ‘bala’ e ‘Bíblia’, que não estão preocupadas com o Brasil. Cada uma delas está preocupada com o lobby que representa. O resultado prático é que é muito improvável que essa reforma passe.”

Independência do Banco Central

"O Banco Central é que controla a taxa de juros, a taxa de câmbio, ou seja, o valor da moeda brasileira comparado com o dólar. O povo acha que isso é assunto de banco, mas não é. O dólar hoje manda nos preços do custo de vida do povo. O Bolsonaro agora fez uma demagogia, já começou a esculhambação, fala uma coisa e faz outra. O pão que a gente come é trigo, e trigo o Brasil não produz, vem do estrangeiro. E agora o Bolsonaro deu uma preferência de 750 toneladas de trigo americano, vem tudo em dólar. Se o dólar sobe, o pão sobe. Os remédios que nós tomamos, 85% vêm do estrangeiro. Se sobe o dólar, sobe o remédio, e está subindo agora acima da inflação. Quem controla isso, que é a vida do povo, o custo de vida, é o Banco Central. Como eu posso entregar o Banco Central?"

Polarização

"O Lula pode andar nu na rua, pode estuprar uma criança que o petralha vai dar um jeito de dizer que ele fez isso pelo bem do povo. E o Bolsonaro pode andar no meio da rua nu, pode estuprar uma criança que todo mundo também vai dar um jeito de ficar do lado dele, os Bolsominions".

"O Brasil está nesse ambiente em que a estupidez, o sectarismo e o ódio, que é o pior conselheiro de todos, nos apartam entre irmãos. Enquanto isso, 63 milhões de brasileiros estão com o nome sujo no SPC, 13 milhões de desempregados, 32 milhões de brasileiros vivendo de bico, correndo do rapa por aí a fora, desorganizando o comércio formal. As pessoas relativizam tudo, vão se abobalhando em tudo e é preciso que nós, que temos compromisso com o trabalho, com a produção, com o mínimo de qualidade da vida das pessoas, tentemos quebrar essa lógica".

Polêmicas envolvendo o presidente 

"[O Bolsonaro] também mente que só. Se você acha que eu estou exagerando vá na internet e bote aí 'Bolsonaro Previdência Social'. Você vai ver o Bolsonar,  um mês antes da eleição, dizendo que é um crime você botar a idade mínima de mulher 62 anos e 65 [para homens]. Tem nenhum compromisso. Aí vai no Jornal Nacional, 60 milhões de pessoas assistindo, entrega na mão do William Bonner o kit gay, assusta o mundo evangélico, o católico, os cristãos, que são boa gente, gente trabalhadora, e aquilo era mentira. O cara vai na cara de pau".

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    🐰👀#DEOLHO! @AmericaMG confirmou a #RadioDeMinas que sondou a situação do atacante Felippe Cardoso, do @SantosFC. Ti… https://t.co/SO381EQfs8

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽️ Jogadoras fizeram o primeiro treino após classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Ele apontou para a possibilidade de disputar novamente as urnas.

    Acessar Link