PMC - Maxi 970 x 150

Notícias

Após início de negociação com o governo de Minas, servidores da segurança pública adiam manifestação

Por Redação , 18/09/2019 às 17:19
atualizado em: 18/09/2019 às 17:39

Texto:

A manifestação dos servidores da segurança pública – policiais militares e civis, bombeiros, agentes penitenciários e do sistema socioeducativo – que estava marcada para esta quinta-feira (19) foi adiada depois que o governo de Minas começou uma nova negociação com entidades e deputados. Os profissionais pedem a reposição dos salários dos últimos quatro anos, com reajuste de 28,8%.

Na última segunda-feira (16), os trabalhadores rejeitaram a primeira proposta do governo. A Itatiaia teve acesso a um cronograma em que o Executivo propõe pagar o reajuste pedido em quatro parcelas: setembro de 2020, setembro de 2021, setembro de 2022 e março de 2023. Mas a categoria quer receber a primeira já no início do ano que vem.

Uma nova reunião com o secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Otto Levy, foi marcada para 7 de outubro. Não há data prevista para um nova manifestação. 

Leia mais:

Reposição salarial: servidores da segurança recusam 1ª proposta do governo Zema

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link