José Lino Souza Barros

Coluna do José Lino Souza Barros

Veja todas as colunas

Um dia de cada vez: o mantra do deprimido

No dia da Pizza, uma texto da escritora Sílvia Marques

10/07/2019 às 12:03
Ouça na Íntegra
00:00 00:00

Para um deprimido, rir de uma piada, saborear um sanduíche e curtir um filme são desafios que devem ser vencidos antes de estabelecer metas a longo prazo. Um dia de cada vez. Sem planos e planejamentos a longo prazo. Ano que vem não existe. Apenas mês que vem e se você já estiver na segunda quinzena. Enfim, evite se imaginar no futuro.

Evite nostalgia. Evite estimular as emoções muito profundas. Imagine que a sua memória é como uma pele machucada. Você passaria esfoliante nela? Não se prometa nada. Não prometa nada a ninguém. Deu vontade de sair? Saia. Deu vontade de ficar sozinho? Fique! Deu vontade de rever um filme antigo agora? Assista-o agora. Deu vontade de dar aquela reorganizada no armário agora? Arrume-o agora. Deu vontade de ouvir música , falar com um amigo de longa data? Deu vontade de não dizer nada? Não diga. (...)

Não programe um almoço maravilhoso para a próxima semana. Realize o que você quer fazer hoje, nem que seja comer um dogão vendido na rua ou ler um daqueles livros negligenciados em uma pilha enorme sobre a mesa de cabeceira.

Acima de tudo: não se cobre. Agora não é tempo para dietas, para julgamentos, para rotinas exaustivas, para severidade extrema. Agora é tempo de se redescobrir. Redescobrir o prazer, as míseras alegrias cotidianas. Aquelas alegrias que esquecemos de notar quando estamos entretidos com grandes sonhos, mirabolantes projetos.

Desfrute dos pequenos prazeres: um programa interessante na TV, uma boa caminhada num dia de sol, um chope gelado, uma pizza fumegante. Enfim, o que for interessante para você.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link